Home  /  Notícias  /  Judocas da Sogipa lutam em Grand Prix de Budapeste. Competição marca a volta de Mayra Aguiar ao palco de seu bicampeonato mundial

Judocas da Sogipa lutam em Grand Prix de Budapeste. Competição marca a volta de Mayra Aguiar ao palco de seu bicampeonato mundial

11/07/2019 - Esporte
Mayra Aguiar volta aos tatames de seu bicampeonato mundial. Foto: Mayorova Marina/Divulgação IJF
Mayra Aguiar volta aos tatames de seu bicampeonato mundial. Foto: Mayorova Marina/Divulgação IJF

Serão cinco judocas da Sogipa na disputa do Grand Prix de Budapeste, que começa nesta sexta-feira, dia 12 de julho, e vai até domingo. A competição na Hungria será a última antes dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, momento importante para avaliação de desempenho, mas também para somar pontos no ranking. Para Mayra Aguiar, será ainda mais especial, já que ela volta ao palco de seu bicampeonato mundial.

 

O sorteio das chaves, realizado na manhã desta quinta-feira, dia 11, mostou que será uma competição duríssima, tanto em quantidade, quanto em qualidade de atletas. Serão 550 judocas de 82 países brigando por um lugar no pódio e pelos 700 pontos no ranking mundial.

 

Embora a competição comece na sexta, os sogipanos só estrearão os tatames no sábado, dia 13. Maria Portela (70kg) está em uma das categorias com mais atletas participantes, ela é uma das 35 pesos-médios que buscam o ouro. Maria, para sua primeira luta, espera quem passar entre Taisia Kireeva, da Rússia, e Chantal Wright, dos Estados Unidos.

 

Porém, antes dela, a sogipana Ketleyn Quadros (63kg) entra para a luta contra a britânica Lubjana Piovesana. Se passar, sua oponente será Edwige Gwend, da Itália. O representante masculino da Sogipa no dia será João Pedro Macedo (81kg), que enfrenta Timo Cavelius, da Alemanha.


Já no domingo, dia 14, mais dois judocas da Sogipa disputam o Grand Prix, Mayra Aguiar (78kg) e Matheus Assis (90kg). Este último enfrenta o dono da casa, o húngaro Apor Toth.

 

Mayra entra na competição para buscar sua segunda medalha de ouro em Grand Prix. O primeiro lugar em Budapeste pode significar a retomada da liderança no ranking mundial, visto que, atualmente, é a número dois do mundo, com 209 pontos, atrás da líder Gusjee Steenhuis, da Holanda.

 

A adversária não está inscrita em Budapeste, o que faz da sogipana a cabeça de chave número um do torneio. Ela estreará enfrentando a vencedora do duelo entre Fei Chen, da China, e Karen Leon, da Venezuela.

 

Para buscar essa vitória, Mayra terá um incentivo a mais. Na mesma arena do GP, a judoca, há dois anos, derrotou a japonesa Mami Umeki e conquistou o bicampeonato mundial, feito que, até então, era exclusividade de outro sogipano, o atleta João Derly.

 

O PROJETO OLÍMPICO SOGIPA tem o patrocínio do Banrisul, da Oi e da Sulgás por meio do Pró-Esporte-RS LIE e do Governo do Rio Grande do Sul, do Zaffari, Lojas Pompéia, Fitesa e Salutá por meio da Lei de Incentivo ao Esporte da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania e do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC).