Home  /  Notícias  /  Érika Miranda anuncia o final de sua carreira. Atleta receberá imprensa nesta quarta-feira, às 15 horas, na Sogipa

Érika Miranda anuncia o final de sua carreira. Atleta receberá imprensa nesta quarta-feira, às 15 horas, na Sogipa

30/10/2018 - Esporte
Érika Miranda é uma das atletas mais importantes do judô brasileiro
Érika Miranda é uma das atletas mais importantes do judô brasileiro

Mesmo ainda apresentando alta performance, a judoca Érika Miranda decidiu encerrar neste ano sua carreira como atleta de judô. Aos 31 anos, sendo 12 deles representando a seleção principal de judô do Brasil, a brasiliense que está desde março de 2017 na Sogipa, fecha um ciclo de inúmeras conquistas no tatame e ainda entre as melhores, como atual número quatro do mundo no peso meio-leve feminino (52kg) no Ranking da Federação Internacional de Judô. Ela será homenageada na Sogipa, nesta quarta-feira, 31, em Porto Alegre, às 15h, onde atenderá a imprensa e explicará os próximos passos que pretende trilhar.

 

Sua última competição o Campeonato Mundial de Baku, disputado em setembro deste ano na capital do Azerbaijão, onde conquistou a medalha de bronze. Resultado que a colocou ao lado de Mayra Aguiar como recordistas do judô brasileiro em pódios mundiais com cinco medalhas. Érika foi prata no Mundial do Rio, em 2013, e bronze em todos os Mundiais seguintes: Chelyabinsk 2014, Astana 2015, Budapeste 2017 e Baku 2018.

 

Ela representou o Brasil em duas edições de Jogos Olímpicos: Londres 2012 e Rio 2016, onde disputou o bronze e terminou em quinto lugar, seu melhor resultado olímpico.

 

Ao longo desses anos, colecionou dezenas de medalhas em etapas de todos os níveis do Circuito Mundial, como Abertos, Copas do Mundo, Grand Prix, Grand Slam e World Masters, tornando-se uma das judocas mais consistentes do mundo, chegando a liderar o ranking mundial por diversas vezes.

Érika dominou a categoria meio-leve a nível continental, conquistando 12 medalhas pan-americanas (Jogos e Campeonatos). Ela é tetracampeã pan-americana (2012, 2014, 2015 e 2016), além de ter sido campeã dos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015, e duas vezes prata, no Rio 2007 e em Guadalajara 2011.

 

O PROJETO OLÍMPICO SOGIPA tem o patrocínio do Banrisul, da Oi e da Parmalat, por meio do Pró-Esporte/RS e do Governo do Rio Grande do Sul, do Zaffari, Sulgás, Farmácias São João, Sabemi Empréstimos e Seguros, BRDE - Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, Lojas Pompéia, Grupo Herval, Grupo Savar, Fitesa e apoio Iesa Veículos, Kley Hertz, Protecães, Perto S.A., Portocred, Sponchido Jardine, Medlive, Jackwall, Corretora Geral, Belenzier e Solidus por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte e do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC).