Home  /  Notícias  /  Sete atletas da Sogipa vão participar do Mundial de Judô, que ocorre no Azerbaijão. Grupo começa a viajar nesta quinta-feira

Sete atletas da Sogipa vão participar do Mundial de Judô, que ocorre no Azerbaijão. Grupo começa a viajar nesta quinta-feira

11/09/2018 - Esporte
Kiko, no centro, com os sete atletas da Sogipa que vão para o Mundial
Kiko, no centro, com os sete atletas da Sogipa que vão para o Mundial

A seleção brasileira de judô, que conta com sete atletas da Sogipa, embarca para a Europa a partir desta quinta-feira (dia 13). A primeira parada será na França, onde o grupo faz um período de aclimatação antes de aterrisar em Baku. Lá, a capital do Azerbaijão, disputa o Campeonato Mundial da modalidade, que ocorre entre 20 e 27 de setembro.

 

O grupo sogipano no mundial é um misto de atletas experientes, como Mayra Aguiar e Maria Portela, com jovens promessas, como Daniel Cargnin e Rafael Macedo. Eles tentarão manter uma tradição sogipana. ‘Nossa equipe sempre conquistou excelentes resultados em competições importantes, como Olimpíadas e Mundiais. Trabalhamos muito nas últimas semanas para dar prosseguimento nesta história’, afirma o técnico Antônio Carlos Pereira, o Kiko.

 

Além dos quatro já citados, o grupo sogipano em Baku contará também com Érika Miranda, David Lima e Ketleyn Quadros. Todos os sete, além do restante da equipe, realizaram um treino aberto para a imprensa na manhã desta terça-feira (11/9). O presidente da Sogipa, Carlos Wüppel, e o vice de esportes, Sandro Viero, prestigiaram o treinamento, um dos últimos com a presença de todo o grupo em Porto Alegre antes do Mundial.

 

Cada um dos atletas da Sogipa no Mundial:
*Mayra Aguiar
Considerada uma das mais importantes atletas brasileiras de todos os tempos. Recebeu do COB em 2018 o Prêmio Brasil Olímpico de melhor atleta, considerando todas as modalidades. Participou de três Olimpíadas, com duas medalhas. Em Mundiais, tentará a sua sexta medalha, a sua terceira de ouro. Nasceu em Porto Alegre e completou 27 anos em agosto passado.

*Daniel Cargnin
Visto como um dos mais promissores atletas da nova geração. Seu ídolo é o bicampeão mundial João Derly, com quem treinou no início da carreira na Sogipa. Tem duas medalhas em Campeonatos Mundiais sub-21, sendo uma de ouro em 2017. Tem 20 anos.

*Rafael Macedo
Tem 23 anos e também é apontado com um dos nomes mais prováveis da delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Em 2014, foi campeão mundial sub-21. Desde então, frequenta a seleção brasileira principal e acumula experiência internacional.

*Érika Miranda
Um dos maiores nomes do judô nacional. Tem 31 anos e uma carreira extremamente vitoriosa. Transferiu-se para a Sogipa em janeiro de 2017 justamente para preparar-se para o ciclo olímpico visando os mundiais e, principalmente, os Jogos Olímpicos de Tóquio. Já tem cinco medalhas em mundiais, sendo quatro nas disputas individuais. Em Baku, buscará o seu primeiro ouro.

*Ketleyn Quadros
Com o bronze em Londres, em 2008, Ketleyn foi a primeira mulher brasileira a conquistar uma medalha olímpica em esportes individuais. Tem 30 anos e nasceu em Ceilândia, no Distrito Federal. Está na Sogipa desde janeiro de 2018.

*Maria Portela
A ‘Raçudinha dos Pampas’ é atleta da Seleção Brasileira há quase uma década. Aos 30 anos, encontra-se no melhor momento da carreira. Chegará ao Mundial na liderança do ranking mundial após uma série de conquistas importantes nos últimos meses, incluindo uma medalha de ouro no World Masters da Rússia em dezembro de 2017. Tem uma medalha de prata no Mundial por equipes, conquistada no ano passado.

*David Lima
Tem só 21 anos e é considerado um dos melhores judocas da nova geração do Brasil. Já frequenta a Seleção Brasileira principal e, no Mundial de Baku, estará na competição por equipes. Nascido em Taboão da Serra (SP), está na Sogipa desde 2016.

 

Sogipa e sua tradição em Mundiais - A Sogipa é o clube que mais tem ouros em Campeonatos Mundiais de Judô, com cinco medalhas. Ao todo, são 11 medalhas, sendo nove individuais, com João Derly (ouros 2005 e 2007), Tiago Camilo (ouro em 2007), Mayra Aguiar (ouros em 2014 e 2017, prata em 2010 e bronzes em 2011 e 2013) e Érika Miranda (bronze, em 2017), e mais duas na competição por equipe, com Érika Miranda (prata, em 2017) e Maria Portela (prata, em 2017).

 

O PROJETO OLÍMPICO SOGIPA tem o patrocínio do Banrisul, da Oi e da Parmalat, por meio do Pró-Esporte/RS e do Governo do Rio Grande do Sul, do Zaffari, Sulgás, Fundação Renner, Farmácias São João, Sabemi Empréstimos e Seguros, BRDE - Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, Lojas Pompéia, Grupo Herval, Grupo Savar, Fitesa e apoio Iesa Veículos, Kley Hertz, Protecães, Perto S.A., Portocred, Sponchido Jardine, Medlive, Jackwall, Corretora Geral, Belenzier e Solidus por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte e do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC).